A doença se caracteriza por um processo inflamatório na pele da região mentoniana (queixo) e lábios de animas jovens. Inicia-se por um quadro pruriginoso, com infecções nos pelos e formação de comedões (pontinhos pretos na pele). De forma didática, o que chama a atenção do tutor são esses pontinhos pretos aliado ao desconforto do gatinho que procura locais como cadeiras, paredes e escadas para coçar a região. Infecções bacterianas no local são bem comuns de acontecerem, podendo o felino apresentar pús na região.

Por que acontece a acne nos felinos? Qual a causa?

De acordo com a literatura, a especulação mais atual é que a enfermidade esteja relacionada com a predisposição genética e não existe predisposição racial entre os felinos para desencadear a doença.

Como é feito o diagnóstico da acne felina?

Para realizar o diagnóstico é necessário procurar um médico veterinário para que o gatinho seja avaliado pelo exame clínico e alguns exames devem ser realizados como citologia de pele, raspado cutâneo, esfregaço cutâneo e culturas bacterianas e fúngicas. Muitas outras doenças apresentam as mesmas características clínicas que a acne felina, portanto somente o médico veterinário saberá como interpretar a clínica do paciente aliado aos resultados dos exames.

Em algumas situações, exames sanguíneos também poderão ser solicitados para uma avaliação integral do paciente.

Como é o tratamento da acne felina?

O tratamento será montado de acordo com a gravidade dos sinais clínicos e da cronicidade da doença.
Além de medicamentos específicos para o paciente, o tutor será orientado em reduzir o acesso do felino em locais que geram o trauma comportamental ao queixo (esfregação em tapetes, paredes, escadas). Também é importante que o tutor não esprema espremer as lesões, pois isso poderia causar uma piora no processo inflamatório.

A acne pode passar de gato para outro?

Dificilmente a acne pode passar de um felino para outro.

Como prevenir a acne felina?

É percebido na clínica que os potes de ração e agua de plástico podem desencadear o problema. Com o uso no dia-a-dia e lavagens constantes, o plástico dos potes vão apresentando micro ranhuras e permitem um ambiente para a colonização de bactérias. A troca dos potes de plástico por materiais como vidro, cerâmica, inox são uma boa opção para evitar esse problema.

Cães podem desenvolver acne?

Sim! Os cães também podem desenvolver acne, porem a doença é mais observada em cães jovens com idade inferior a um ano. As raças caninas com maior predisposição são: Boxer, Pug, Buldogue Inglês, Rottweiler e Pit Bull Terrier.

Conheça nosso curso de auxiliar veterinário e saiba tudo sobre o mundo animal!

Abrir no Whatsapp
Precisa de ajuda?